O MERCADO

Somos uma feira que reúne pequenos produtores, artesãos contemporâneos, artistas, designers e estilistas independentes na cidade do Rio de Janeiro.

Nascido em 13 de novembro de 2010, O Mercado teve sua primeira edição produzida do zero em apenas 2 meses. Isso foi possível porque nós, Clarissa e Je (idealizadoras e produtoras da feira), contamos com o apoio de marcas amigas e parcerias, a quem ainda hoje somos muito gratas.

Ambas possuem suas marcas/projetos autorais e nos conhecemos participando de bazares na Zona Sul do Rio, mas notamos que queríamos um pouco mais, queríamos algo produzido pelo olhar "de quem faz" e não de um produtor de eventos que não conhecia a realidade e rotina dos expositores. Assim juntamos todas as ideias que tínhamos e decidimos fazer algo para nós e para as marcas que conhecíamos. Contamos aos amigos que "compraram a ideia" e 2 meses depois abrimos as portas para a primeira edição, com 40 marcas, no Far Up localizado na Cobal do Humaitá. Apenas 1 mês depois já voltamos para a segunda edição.

 

O plano era de fazer somente pequenos bazares com um pequeno grupo, assim começamos a usar o nome "Estilistas Independentes" para designar nossa produtora e "O Mercado" para a feira. Fomos pioneiras no uso do termo "estilistas independentes", na época não nos identificávamos com o termo "novos estilistas" utilizado pelos bazares, já que nossas marcas não eram tão novas assim. Através de uma pesquisa vimos que "estilistas independentes" havia sido utilizado somente para identificar um evento em Barcelona e resolvemos trazer o uso para cá pois ele simbolizava mais o que a gente se enxergava: criadores independentes que não tinham vínculo com grandes marcas, eventos ou acontecimentos, gerando seus projetos dos seus próprios investimentos.

A ideia inicial (de fazer somente pequenos bazares com os amigos) foi revista quando vimos chegarem a nós muitas novas marcas, histórias, sonhos e projetos. Tínhamos alcançado um raio maior do que a gente imaginava.

Em 2011 o evento passou a ser realizado na Casa de Espanha, começando pelo menor salão e no final do ano chegou ao Salão Nobre, onde permaneceu por alguns anos, chegando a ter mais de 120 marcas em uma única edição.

Assim fomos traçando a história d'O Mercado, sempre priorizando a valorização do pequeno produtor e a propagação de atitudes sustentáveis. 

Com o tempo outros locais nos abrigaram: Clube Israelita Brasileiro, Sede do Clube Fluminense, Solar das Palmeiras, Club Homs (São Paulo) e IAB/RJ. Até o final de 2019 foram 63 edições realizadas (sendo 2 em SP) e mais de 2.000 marcas apresentadas ao público. Ao longo dos anos recebemos atrações circenses, apresentações de musica e dança, tatuadores, DJ's, cartomante, serviços de beleza, mini oficinas e fizemos diversas edições temáticas.

Promovemos encontros com nossos expositores como cursos, ensaios fotográficos, piquenique, happy hour e café da manhã no intuito de criar maior proximidade do grupo.

Em novembro de 2018 inauguramos nossa primeira loja "pop up"no Botafogo Praia Shopping onde permanecemos até outubro de 2019, abrigando mais de 50 marcas nesse período.

Visando incentivar a redução do uso de embalagens descartáveis finalizamos 2019 com mais de 10.000 ecobags distribuídas gratuitamente ao longo dos anos e entramos 2020 com a proposta de retirar da nossa feira toda embalagem não reciclável ou plástica.

Seguimos firmes com nosso propósito de impulsionamento do comércio justo e acreditamos que a isso nos dá a possibilidade de sermos uma comunidade mais unida, justa, com qualidade de vida, preservando a cultura e economia local.

QUEM FAZ

O Mercado foi idealizado e é produzido por nós: Je Muniz e Clarissa Muniz (da esquerda para direita na foto acima). Somos responsáveis por toda produção, da curadoria à criação de conteúdo.

A gente que analisa os cadastros para novos expositores, responde e-mails, atualiza as redes sociais, define ações e todos os outros aspectos necessários para a realização da feira. Ou seja, somos como todas as outras pequenas produtoras, dedicadas de ponta a ponta da nossa cadeia.

O sobrenome em comum é uma coincidência do destino. Uma é florianopolitana (Je) e a outra capixaba (Clarissa), filhas de costureiras, possuem, cada uma, sua própria marca (o que nos incentivou a criar um evento feito "pelos olhos do expositor"), já participamos de feiras em vários estados e nos preocupamos em estarmos presentes em cada etapa da produção tal como no dia de sua realização, o que nos permite uma relação mais próxima dos expositores e clientes.

MERCADORES

Chamamos de Mercadores aqueles que passam a fazer parte do nosso grupo. O termo "mercador" era usado, na antiguidade, para denominar aqueles que comercializavam mercadorias, sejam elas brutas, revendidas, por atacado ou mesmo produtos que eram comprados para serem manufaturados e vendidos ao cliente final. Muitos mercadores eram viajantes, autônomos e viviam daquilo que vendiam.

Hoje nossos Mercadores vivem daquilo que criam, acreditam e ensinam! São artistas plásticos, decoradores, crafters, artesãos contemporâneos, designers, empreendedores, cozinheiros e estilistas independentes.

Quando escolhemos uma nova marca para fazer parte do nosso grupo olhamos além do produto, enxergamos a pessoa que está ali, seus sonhos, projetos e como podemos a ajudar no seu caminho.

Nós incentivamos a amizade e parceria entre esses profissionais pois acreditamos que juntos somos mais fortes.

CUSTOS, PRINCÍPIOS E OPORTUNIDADES

Nosso trabalho é viabilizar um ambiente de comercialização e crescimento para pequenos produtores, valorizando e enaltecendo seu projeto.

Para participação é paga uma taxa fixa (que varia de acordo com o segmento e edição), com ela nós pagamos todo o investimento (aluguel do espaço, estruturas, divulgação, suprimentos, sonorização...) e remuneramos nossa produção e equipe (assessoria de imprensa, segurança, limpeza, bombeiro, eletricista, recepcionista, montadores, fotógrafa, entre outros).

Um dos nossos princípios é remunerar de forma justa todos que trabalhamos conosco e todos os serviços que recebemos! Da artista visual que cria a arte para divulgação ao DJ que faz nossa curadoria musical, todos recebem pelo seu trabalho.

Isso faz com que, a cada edição, O Mercado gere dezenas de empregos diretos e indiretos.

Além disso temos um sistema de apoio no qual conseguimos oferecer a cada edição um stand com desconto parcial ou total para uma marca que não possa pagar. A partir de 2020 vinculamos isso à venda de ecobags e eco copos, de forma que os clientes nos ajudarão a apoiar essas marcas.

CLIPPING
Desde o seu início O Mercado já teve mais de 1.000 citações em publicações das mais diversas mídias: jornais e revistas (impressos e online), sites, blogs, redes sociais, agendas de eventos, cadernos de bairros, entre outros. Já estivemos em capas de cadernos, na home de sites como Veja Rio e O Globo e fomos citadas por dezenas de influenciadores digitais. Também já demos entrevistas para rádios, jornais, tivemos nosso evento mostrado em programa de tv e citado em agenda de final de semana televisionada.
Nossa história começou com a popularização dos blogs de moda, em nossa segunda edição (dezembro/2010) contamos com a parceria de 42 blogueiras que foram extremamente importantes para iniciar a divulgação do evento em uma época no qual ainda não tínhamos recurso para ter uma assessoria de imprensa ou pagar por anúncios. Muitas delas continuaram a divulgar e visitar o evento anos depois, mesmo após algumas nem terem mais blogs. Somos gratas a elas! <3
Hoje em dia contamos com o serviço de Assessoria de Imprensa especializada que cuida do contato entre nós e grandes mídias. Também investimos em anúncios e impulsionamentos em redes sociais para alcançar o máximo de público.
Aqui fizemos um pequeno resumo desse trabalho.

Copyright © 2020 por O Mercado - Estilistas Independentes  

Imagens e textos sujeitos a direitos autorais

Rio de Janeiro/ RJ - Brasil